Dizem por aí que viajar é como trocar a roupa da alma. E não existe nada melhor do que colecionar experiências em outro país, aprender sobre novas culturas e conhecer pessoas legais. Este é um dos sonhos que faz parte da listinha de desejos, principalmente quando você é estudante. E não restam dúvidas: unir toda essa vivência com estudo faz com que a sua cabeça se abra ainda mais.

E os pais de plantão, que já proporcionaram um intercâmbio para os filhos, sabem bem como essa experiência os torna mais responsáveis e maduros – qualidades essenciais para a vida adulta. Deixar que eles voem sozinhos longe do ninho é um privilégio, viu?

Mas antes que você se pergunte: como planejar um intercâmbio, para onde ir e como manter contato, conversamos com a Fernanda Carvalhaes, estudante de Engenharia Ambiental, que foi para Malta para estudar inglês por 3 semanas. Nada melhor do que alguém que teve essa vivência para compartilhar tudo, né?

Malta é um país pequeno, que fica pertinho da Itália, mas que tem tido enorme procura porque une várias qualidades: fala-se o inglês, as belezas naturais são fantásticas, o clima é amistoso e o custo é bem atrativo. Vamos saber em detalhes como foi a experiência da Fernanda sobre cada um desses aspectos?

Como foi o curso?

Eu estudei na escola AC English. Lá eu tinha aulas de conversação, gramática e vocabulário, onde o português era completamente excluído. Ter aulas com professores nativos foi essencial para desenvolver o meu inglês por completo, tanto para falar, quanto ouvir e interpretar. O aprendizado foi bem mais rápido e eficiente porque eram 30 horas semanais de estudo focadas no idioma, em uma turma que tinha alunos de diversos países. Aqui vale destacar que os professores separavam todos os brasileiros, para realmente evitar que a gente falasse português durante as aulas. As turmas tinham no máximo 10 alunos, o que era excelente porque todos tinham atenção dos professores.”

Malta,  tem apenas 316 km² de território, e tudo acontece em torno do mar!

E valeu a experiência?

Foi incrível! Viver em um país diferente como Malta, que é pequeno e recebe estudantes do mundo, todo ampliou o meu conhecimento cultural, sem falar da independência para conseguir me virar e o tanto que Malta é repleto de lugares maravilhosos para conhecer.

Se quiser estudar em Malta, você ganha o visto no próprio país após a entrada. São permitidos cursos de até 90 dias, mas é possível prorrogar o prazo do curso estando em Malta.

Onde você se hospedou?

Eu e minha irmã optamos por ficar em casa de família, para viver mais a experiência da cultura deles e também imergir no inglês. Mas poderíamos ter optado pela residência estudantil, que é como um hotel da escola. Muita gente não sabe, mas em Malta se fala maltês e inglês, e até em casa a nossa ‘mãe’ falava em inglês com o filho, o que era ótimo. Aqui vale mencionar que logo que chegamos nós recebemos uma lista com as regras da casa – e tínhamos que seguir à risca! No início sentimos muita diferença e demoramos um pouco para nos adaptarmos, mas sem dúvidas foi um aprendizado para a vida!”

Malta é um país famoso por suas praias e piscinas naturais, de um azul quase inacreditável!

O que você achou de Malta?

Malta é um país bem pequeno, onde as cidades parecem bairros. Eu morava em uma cidade e estudava em outra, mas meu percurso demorava apenas sete minutos! Principalmente nas cidades que tem os cursos de inglês, vemos muitos jovens pelas ruas. É um país bem divertido, com uma noite agitada! Como tudo é muito pertinho, basta ficar atento aos horários dos ônibus para conseguir passear e cruzar o país. Se eu puder indicar: visite a ilha de Gozo durante um final de semana! Fomos de barco e foi super divertido!

Os britânicos dominaram o país de 1800 a 1964, deixando seu legado na educação, na legislação e no sistema de administração do governo

Outra coisa que me encantou foi a arquitetura de Malta, que mistura várias culturas e é belíssima, sempre rodeada por uma beleza natural ainda mais linda. Por lá existem vários lugares que merecem visita. Por ser um país bem pequeno, a locomoção é simples e super segura de ônibus. É fácil encontrar mapas nos pontos de ônibus, que orientam sobre o trajeto e até horários certinhos.

A ilha de Malta também foi habitada por árabes, fenícios, cartagineses, romanos e bizantinos. Essas interferências estrangeiras criaram um país de grande personalidade.

E você conseguiu fazer novas amizades durante esse período?

Como Malta reúne pessoas do mundo todo, confesso que fazer amizades é muito fácil! Basta estar aberto para isso. No próprio curso os professores incentivam que a gente converse com outras pessoas para praticar o inglês e isso faz com que novas amizades aconteçam. Fiz amizade com algumas italianas e espanholas, que mantenho contato até hoje, mas também tinha muita gente do Japão e Turquia. Me aproximei mais daquelas pessoas que tem uma cultura parecida com a nossa porque o meu inglês ainda é pré-intermediário, mas foi muito legal!”

A pequena ilha está situada no Mar Mediterrâneo, 93 km ao sul da ilha da Sicília e 288 km a nordeste da Tunísia, 1826 km a leste de Gibraltar e 1510 quilômetros a oeste de Alexandria.

_____________

Ou seja: esta foi uma experiência ímpar na vida da Fernanda! O primeiro passo para organizar e entender direitinho como essas viagens de estudo são, é procurar uma empresa que tenha esse know how para organizar todos os detalhes e principalmente deixar os pais tranquilos sobre a partida dos filhos! É possível personalizar o roteiro com mais tempo de curso e atrelar outra viagem turismo no roteiro. Se você se interessou, a nossa dica é: procure a Kepler Viagens e busque mais informações. Faça uma cotação e quem sabe, já planeje esta experiência para o ano que vem!

 

Kepler Viagens
contato@keplerviagens.com.br
(31) 99660-3939
@keplerviagens_
keplerviagens.com.br

PUBLI

 

 

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Dicas / Roteiros / Turista'