Após discorrer sobre as principais apostas para o vestuário feminino, Jayne ainda apontou três macro tendências para a temporada. São elas:

Idiomático

Jayne afirma que as grandes marcas têm usado estratégias de marketing e se inspirado no regionalismo. Dessa forma, as características marcantes de cada cultura estão florescendo para o mundo da moda e sendo inseridas no âmbito global.

Os bordados modernos e as cores brilhantes são inspirações da África do Sul. Da cultura Afro-americana surgem estampas com aspectos que remetem ao cotidiano deste povo, nas cores azul, vermelho e amarelo. Os vestidos de casamento, com lindas rendas, serão inspirados pela Ucrânia e a cultura Latino Americana influenciará, principalmente, o vestuário masculino, deixando as peças mais decoradas.

Regionalismo no desfile da Clair e Mary Design

Luxo Democrático

Ter uma vida confortável é uma das prioridades do consumidor contemporâneo. Neste cenário, hoje o luxuoso está voltado para a ciências, as novas tecnologias e produtos personalizados.

Espera-se, assim, que as empresas de moda desenvolvam peças com tecnologia e estampas com inspirações na micro biologia, que trazem a sensação de ficção científica. As cores terão mais brilho, o que resulta em movimento e estilo.

História do Agora

O contemporâneo será uma marca em 2013. O clássico será redefinido pela influência do mundo informatizado. Os sites e tudo que remeta ao visual tecnológico e urbano será fonte para a moda. Nesse contexto, os tecidos metalizados e as estampas com influências do pós-moderno serão amplamente utilizados.

E a sustentabilidade?

O tema sustentabilidade foi abordado no finalzinho da palestra, mas nem por isso teve menor destaque. Jayne relembrou a questão do impacto ambiental que a produção de roupas causa. Além disso, foi falado o quanto o cliente está se preocupando em consumir produtos de empresas conscientes, que se preocupam em promover ações ecológicas, como poupar água.

E para os consumidores, as palavras de ordem são: reciclar e reutilizar. A jornalista sugere que criemos o hábito de concertar nossas roupas, além de doar peças para abrigos e instituições. Outra ideia é customizar peças antigas, como transformar uma velha calça jeans em um charmoso short. O toque final pode ficar por conta de aplicações de tachas ou spikes. Outra ideia é bordar a gola de camisas básicas, para garantir uma peça mais sofisticada e exclusiva. Anote as dicas! 2013 promete muitas novidades!

Uma Resposta para “WGSN aponta tendências para 2013 #2”

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Minas Trend / Moda'