O São Paulo Fashion Week foi cenário de um desfile-performance em homenagem a Zuzu Angel. Réplicas de vestidos criados pela estilista durante sua carreira foram usadas por atrizes e modelos em uma apresentação emocionante. Além do desfile, também aconteceu a leitura de cartas que ela enviava a amigos e autoridades na busca por Stuart, seu filho morto pela ditadura brasileira. Quem assinou a direção artística do evento foi a estilista Karlla Girotto.

Os vestidos réplicas de Zuzu e de vinte dos mais importantes estilistas brasileiros, como Alexandre Herchcovitch, Adriana Degreas, André Lima, Fause Haten, Fernanda Yamamoto, Gloria Coelho e Walter Rodrigues, além de um vestido da própria Karlla Girotto, ganharam destaque nos corredores do evento e apresentaram o conceito de exposição em movimento.

Para quem não sabe, Zuzu Angel ainda é considerada referência no mundo da moda. Ela foi a primeira estilista a realizar protesto político por meio deste sistema, cenário que encontrou para lutar e encontrar o corpo de seu filho. Nos julgamentos, trajava roupa preta, um cinto cheio de crucifixos, véu e um anjo pendurado no pescoço.

Zuzu produziu a primeira coleção de moda política, usando estampas e silhuetas bélicas. Pássaros engaiolados, balas de canhão disparadas contra anjos, meninos aprisionados, sol atrás das grades, crucifixos e tanques de guerra eram estampas recorrentes em suas coleções. Foi assim que ela simbolizou, em cada trabalho, a história e dor da perda de seu filho.

Uma Resposta para “No SPFW: homenagem a Zuzu Angel”

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Cultura / Radar'