Chegou o inverno! E não se engane pensando que as baixas temperaturas não são aliadas da beleza, uma vez que é fácil atacar qualquer doce e se torna praticamente impossível resistir a um fondue.

Para quem não sabe, este é o momento ideal para cuidar do rosto. Isso mesmo! No verão ficamos mais expostas ao sol, grande vilão dos ácidos e produtos que agem mais profundamente na pele. Sendo assim, fica mais fácil evitar irritações e manchas no frio. Quem dá a dica é Thaissa Monielle, fisioterapeuta dermatofuncional. Para a especialista, muitas das alterações decorrentes do envelhecimento podem e devem ser tratadas nesse período. Ela indica o peeling, que melhora a aparência e a qualidade da pele.

Para quem não conhece essa técnica, a gente explica: o peeling é um procedimento estético que remove uma fina camada da pele, eliminando as células mais danificadas. Com o tratamento também acontece o estimulo da produção de colágeno. A camada se regenera e passa a ter um aspecto mais saudável, devido às novas células que foram estimuladas a se reproduzir.

Para os casos mais leves, existe o peeling superficial, que age apenas na epiderme, podendo ser aplicado em qualquer tipo de pele, sem restrições. É indicado para amenizar pequenas rugas ou marcas de acne. E entre os benefícios está a melhora da textura e o viço da derme. Por ser superficial, são necessárias várias sessões, depende de cada caso.

Outra possibilidade é o peeling moderado. Nessa técnica é possível alcançar a epiderme e as papilas dérmicas utilizando ácidos específicos, que podem ser usados para melhorar a pele de rosto, mãos e braços. É indicado para remover pequenas cicatrizes, rugas leves e manchas ou amenizar marcas de expressão. E para os casos mais intensos, existe o peeling profundo, que atua até a derme reticular, que está acima da hipoderme. É indicado para marcas e rugas mais profundas. É um tratamento realizado após a tentativa com os demais peelings. Durante a recuperação, é preciso ficar em casa por duas semanas ou mais. Os cuidados no pós-tratamento incluem curativos e cremes emolientes ou cicatrizantes.

Para a execução de cada peeling existe uma técnica específica. Após uma análise do seu tipo de pele e necessidade de tratamento, a profissional poderá definir qual é o método ideal para você. Existem três alternativas:

Peeling Mecânico – Promove uma esfoliação com cristais hidróxido de alumínio (peeling de cristal) ou com ponta de lixa diamantada (peeling de diamante). O tratamento é progressivo, sendo necessárias várias sessões.

Peeling Químico – Atuação de ácidos utilizados isoladamente ou em conjunto. Eles levam à destruição de partes da epiderme e/ou da derme, resultando na regeneração e estimula a síntese de colágeno, o que dá outro aspecto à pele.

Peeling Ultrassônico – Nessa técnica o princípio ativo do peeling é aplicado com um aparelho de ultrassom que reativa a circulação, remove as impurezas e deixa a pele mais macia e saudável, além de promover a renovação do tecido.

Thaissa contou que é muito comum a combinação de diversas técnicas para o procedimento ter melhor resultado, sem ter tão agressivo. Por isso é  importante buscar um acompanhamento profissional da área de dermatofuncional.  E para encerrar, ela deixa uma dica/conselho para quem vai encarar o tratamento. “Para dar 100% certo, nunca cutuque as casquinhas que se formam, use somente hidratante e filtro solar e só passe maquiagem depois da indicação”.

Quer ter uma pele de pêssego? Aproveite o período de frio e deixe sua aparência ainda mais jovem e radiante!

Quer entrar em contato com Thaissa Monielle?
Basta ligar para (31) 3653.5451 ou enviar um email para thaissampm@gmail.com
Centro de Beleza, Estética e Saúde – Av. Luiz Paulo Franco, 385/ sala 509 – Belvedere |BH

3 Respostas para “Peeling: perfeito para o inverno!”

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Beleza / Novidades'