Janeiro: mês de pagar IPVA, seguro do carro, mensalidades e matrículas. Mês de férias também. Ou seja: é quando mais gastamos. Mês de sol, verão, praias. Porém, o mais importante: temporada de LI–QUI-DA–ÇÕES!

Gente, não sei para vocês, mas para mim, nessa época do ano as vitrines brilham tanto! Acho que as duas palavrinhas mais importantes do mundo não são “te amo” e, sim, “on sale”.

Quando alguém me encontra no shopping nessa época e me pergunta se estou comprando, eu adoraria dizer que estou ali para caçar golfinhos, mas não. Estou torrando até o último centavo. Meu cartão de crédito me rende milhas a cada compra, o que será ótimo pra fugir do país depois que descobrirem que não tenho como pagar por elas.

Pessoas que não gastam o salário todo, no mesmo dia que receberam, qual a sensação? Eu não consigo. Minha renda eu divido por cotas: 30% para despesas fixas, 20% para maquiagem, 30% para roupas, 10% para baladas e 10% para comer – sei que é pouco para comer, mas como mulher vive de dieta, não tem problema.

Ontem me senti uma vitoriosa: entrei na MAC e não comprei nem um batonzinho sequer. Na Zara, a mesma coisa. Mas não me leve na 25 de Março, pois aí a tentação é muita para uma pobre Becky Bloom como eu. São tantos maxi colares, bolsas, anéis e maquiagens que chega a ser impossível resistir.

Posso dizer que o segredo de uma boa compra é encontrar coisas baratas que pareçam caras. Ninguém precisa gastar uma fortuna para estar bem e na moda. Bom gosto é fundamental e há sempre um site como o Fashionistando prontinho para dar uma dica quentíssima. Pois, ainda que eu falasse a língua dos homens e falasse a língua dos anjos, se eu combinasse o sapato com a bolsa e o cinto, seria muito cafona. Meu nome é Mariana, tenho 26 anos e estou há dois dias sem comprar.

15 Respostas para “Ou Deus me faz rica ou…”

    • Mariana Cyrne

      Vinicius!

      Pode deixar que vou contando não somente as experiências de compras como outras também!

      Obrigada pelo carinho!

      A coluna será semanal. Semana passada publicamos outro texto:
      fashionistando.com/anonovo

      Beijo grande!

  1. Vanessa Lima

    A ultima coisa que Deus pode me tirar é o bom gosto! Se eu tiver que morar debaixo da ponte um dia ahahahah que eu seja conhecida como a “Pobre Granfina” ahahahaha pq perder o glamour e o reconhecimento, jamais dans la vie!

  2. Só de olhar a palavra IPVA meu olho enche de lágrimas. Adorei o texto e sei muito bem como é essa sensação de não comprar nada… Esse sentimento surgiu após a decisão de não ter cartão de crédito, masss, Deus me deu algo muito bom que consegue suprir as minhas necessidades, meu NAMORADO, nossa ele compra tantas coisas, mesmo sem eu pedir, ou até imaginar… Amo muito mais ele, do que meu cartão de crédito. Pelo menos não preciso ver a fatura no fim do mês rsrs! (brincadeira amor)…

  3. Marcia Diniz

    todo mundo quer ter grana e glamour.
    Pena que nem todos conseguem!!!
    O pior é ter que se preocupar com liquidação. Não seria muito melhor se não tivéssemos que nos preocupar com dinheiro? Para nós, pobres e ainda mortais, dinheiro não é problema, é solução! Amei o texto.bj

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Comportamento / Moda'