São nos grandes centros urbanos do mundo que a moda ganha projeção e um status de luxo que fascina. Mas, ela também está presente nos lugares mais simplórios, em que um belo trabalho manual nasce sem pretensão.

E foi nesse contexto que uma jovem mineira aprendeu a fazer peças em crochê que, agora, estão conquistando atrizes e socialites. A estilista Kátia Portes cresceu em uma fazenda na divisa com a Bahia e, ainda criança, começou a fazer roupas para suas bonecas. “Aprendi a trabalhar o crochê com minha mãe e minha avó, que sempre faziam peças para usarmos em casa. Era uma forma de passar o tempo na fazenda, onde não tinha muito o que fazer”, relembra.

A proximidade com o nordeste é uma justificativa para esse talento nato com o trabalho manual, tão característico da região. No entanto, até levar a sério esse dom, foram alguns anos. Kátia chegou a fazer faculdade de Zootecnia e no último ano largou para se dedicar à sua verdadeira vocação. “Cheguei a entrar em depressão com medo de contar para os meus pais, mas no fim foi mais tranquilo do que imaginei”, conta.

Após mudar para a capital mineira e se formar em moda, foi de forma totalmente despretensiosa que a estilista viu seus modelos se tornarem objetos de desejo de suas seguidoras no Instagram. Em junho, ela tinha apenas 200 seguidores. Mas, foi só postar uma foto sua usando uma de suas criações que viu esse número multiplicar instantaneamente.

O sucesso foi tamanho que chegou até a atriz Luma Costa, que usou um modelo de Kátia durante suas férias na Grécia. Não demorou para aparecerem outras admiradoras famosas como as atrizes Milena Toscano e Júlia Faria, a blogueira Renata Uchôa e a Miss Brasil 2012 Gabriela Markus.

E a próxima famosa a usar um de seus modelos é, simplesmente, a mulher mais bela do mundo: a miss universo angolana Leila Lopes, em um evento em Las Vegas. “Eu não sei como elas me descobrem! Só pode ser pelo instagram”, espanta-se.

Mas o seu sonho é ver uma celebridade em especial vestindo um de seus modelos: “A Sabrina Sato é super requisitada, tem muito assédio e continua simples. É esse tipo de pessoa que me alegra em ver usando o que faço. Vou me sentir realizada em vê-la com minha roupa”.

E esse sonho está próximo de se tornar realidade. A pedido da equipe do stylist Yan Acioly, Kátia está criando um modelo que promete causar e fazer jus ao estilo da apresentadora: “O vestido tem decote e uma fenda enorme. Está ficando incrível!”.

Para Kátia, alguns fatores colaboram para o crochê estar em alta e conquistar tanta gente: “o crochê é para sempre. São peças atemporais e que duram uma vida inteira. Além disso, as pessoas gostam de exclusividade. Procuro não repetir modelos para manter essa característica”. Ela conta que cada vestido chega a passar até por quatro profissionais e a levar semanas para ficar pronto.

Por enquanto, a estilista recebe as clientes em seu apartamento no bairro de Lourdes. Mas, em breve, as fãs da marca poderão garantir os belos modelos na loja virtual, que está em fase de desenvolvimento.

E os planos não param! Em março de 2014 a estilista pretende lançar sua marca de moda casual, que irá além do crochê. “Já comecei a fazer uns esboços e estou seguindo para a linha boho chic, com calça pantalona, vestidos longos com rendas artesanais e casacos em jacquard. O que gosto é do trabalho manual, com pegada mais jovem e fashion e pretendo continuar nesse caminho”. É para ficar de olho, hein?

15 Respostas para “O trabalho em crochê de Kátia Portes”

  1. Realmente quem tem talento vira estrela…Amor&Arte,combinação perfeita…Filha de Machacalis-MG…essa mineirinha vai longe….Sucesso Karla Portes…Fico imensamente feliz…Apenas uma idéia..unir o ponto cruz e o croche…vai abrilhantar também..outras peças…Sucesso!!!!!!!!!!!!!!!!Você merece!!!!!!!!!!!!

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Entrevistas / Radar'