Desenhos, pedrarias e riquezas em detalhes são traços do estilo barroco e também a aposta de muitos estilistas nesta 11ª edição do Minas Trend Preview. Este movimento teve suas raízes na Itália do século XVI e se espalhou pelo mundo, ganhando diferentes releituras e interferências.

E nesta temporada, mais do que nunca o barroco surge em roupas e acessórios. E uma das maneiras de investir nesta proposta é abusando de crucifixos. O adereço, que foi muito usado durante o movimento punk, ressurge repaginado e com ar sofisticado. Com pedrarias coloridas, formas variadas ou com texturas rebuscadas. Brilhantes, foscos, prata ou ouro velho. Há modelos para qualquer ocasião e estilo.

Segundo Maria Luísa, diretora da grife paulista de acessórios Turpin, todos os clientes chegam ao stand procurando pelo símbolo. “O crucifixo tem uma inspiração gótica, mas está associado ao barroco nesta temporada. São peças mais decoradas, com uma vasta paleta de cores. O barroco é uma tendência do inverno”, declara.

A grife aposta em modelos e cores que saem do tradicional. “Nesta estação trabalhamos com os roxos, os tons berrys, o azul montana e as gradações da aurora boreal”, conta a empresária.

E Maria Luisa Souto, designer da grife pernambucana Lulu Souto, explica que a tendência apareceu em desfiles internacionais e ganhou o mundo da moda rapidamente. “A coleção da marca, batizada de Barroca, usou como referência o estilo barroco com a visão de substituir o absoluto pelo relativo, assim como a limitação pela liberdade. As peças resgatam a opulência presente nesse movimento, tanto nas cores, quanto no tamanho exagerado e formatos rebuscados”, explica. A designer acredita que os crucifixos podem ser usados em qualquer ocasião.

 

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Minas Trend / Moda'