Uma coisa é fato: na edição 43 do SPFW, os mineiros brilharam – alguns, literalmente. E os nossos conterrâneos estavam envolvidos nas diferentes áreas do evento. Teve mineiro fazendo bonito da direção dos desfiles, outros estiveram nos bastidores, produzindo as modelos. Falando nelas, muitas modelos de Belo Horizonte também pisaram na passarela. Além, é claro, de estilistas, stylists e designers de acessórios.

Sebrae Top 5 - Jardin SPFW - N43 Março / 2017 foto: Gabriel Cappelletti / FOTOSITE

Sebrae Top 5 – Jardin | SPFW – N43 | Foto: Gabriel Cappelletti / FOTOSITE

Veja o desfile da GIG
Veja os acessórios do desfile do Vitorino Campos

E uma label que fez sua estreia no evento e apresentou um desfile irretocável foi a JARDIN., marca mineira comandada pela designer Bhárbara Renault. A passarela da maior semana de moda da América Latina foi tomada por peças inspiradas na geometria pura, itens da coleção PURE GEOMETRY.

O desfile ainda trouxe aspectos da cultura oriental e uma paleta de tons neutros. Destaque para as golas altas, botões, amarrações e assimetria – detalhe que sempre marca presença nas coleções da JARDIN.

jardin-spfw-fashionistando

Para completar as produções, acessórios exclusivos, desenvolvidos pelo designer – também mineiro – Carlos Penna. “Foram peças em concreto e metal, desenvolvidas especialmente para o desfile. Meu desejo era trazer um toque contemporâneo para a apresentação”, conta Bhárbara.

Também merece atenção os chapéus que arremataram os looks. “Desenvolvemos um chapéu oriental, vietnamita, revestido com concreto”. E os sapatos, que lembram um chinelo e ganharam solado de madeira, foram criados pela designer Virgínia Barros (que também fez as botas do desfile da GIG).

jardin-spfw-fashionistando1jardin-spfw-fashionistando2

Por aqui, muito orgulho da estreia dessa marca que a gente tanto admira e acompanha há alguns anos. Desejamos ainda mais sucesso, Bhárbara!

Crédito fotos: Agência Fotosite

002_RODAPE_SPFW_2016

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Moda / SPFW'