Sob o comando do estilista baiano Vitorino Campos, a Animale abriu o line up da 42ª edição da São Paulo Fashion Week. Nesta temporada teremos menos desfiles (apenas 26 – normalmente é algo em torno de 40), mas em contrapartida, faremos um tour pela cidade. Isso porque várias marcas optaram por explorar a capital paulista como cenário para apresentar as coleções. A ideia é ir além do “óbvio”, principalmente neste tempo de mudanças que vivemos.

E a label carioca levou seus convidados para um ambiente neutro do universo cultural/fashion: o prédio comercial Tower Bridge. A cobertura do local recebeu o fashion show, que pelo jeito agradou geral.

Durante a apresentação, a Animale se mostrou madura. Percebemos que as características do diretor criativo estavam presentes, sem deixar de lado a identidade que a marca construiu ao longo dos anos. E isso é super favorável para ambos!

Vitorino explorou o universo artsy dos Hamptons, mais especificamente “Springs” – berço do movimento expressionista abstrato -, e desenvolveu uma coleção sofisticada. A feminilidade e o mood esportivo formaram uma dupla interessante em vários elementos, como nas cavas profundas e nas peças de alfaiataria com amarrações. A silhueta mais justa e pele à mostra – best sellers da marca – permanecem nas criações.

animale-spfw-fashionistando-01 animale-spfw-fashionistando-02

O estilista mergulhou no cenário do balneário norte-americano e trouxe peças com referências ao mar e a areia clara da região, sem abandonar a sua expertise em criar shapes alongados e contemporâneos. Destaque para o paetê com jeans, looks all white, vestidos em lamê e as botas de tressê de couro. Coleção exuberante e repleta de sutilezas, fruto de um novo olhar e intervenções corretas.

Acompanhe a cobertura real time da SPFW em nosso instagram: @FASHIONISTANDO!

Imagens: Agência Fotosite

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Moda / SPFW'