Belo Horizonte é celeiro de gente criativa. Por aqui existem grandes artistas, que se destacam no cenário nacional justamente por desenvolverem trabalhos autorais e diferenciados. E dia desses tivemos a chance de conhecer uma nova designer, que tem talento de sobra e muito estilo. Mariana Barros é o nome da moça. E ela nos recebeu no meio da tarde, em sua simpática loja na Savassi, bairro que é reduto de quem curte moda e arte.

Mariana é designer de moda à frente da Chari. O nome da sua marca é curioso, já que foi uma adaptação de uma palavra em árabe. Tão curioso quanto sua especialidade: apenas camisetas. Mas, diga-se de passagem: todas estilizadas. Para você ter uma ideia, em apenas três anos a estilista já desenvolveu 1.600 estampas. Tá ai a particularidade do negócio.

Outro fato curioso é que a Chari começou na garagem de sua casa. A principal incentivadora de Mariana? Sua mãe – e parceria – Susana Barros, que é artista plástica. Juntas as duas começaram a criar modelagens e desenhos únicos, com um conceito alternativo, que foge das tendências. E como se Mariana tivesse um olhar de vanguarda, ela não conseguiu se safar dos modismos: t-shirts estampadas são um dos maiores hits desta estação e prometem continuar firmes e fortes no próximo verão.

O mote é apresentar uma nova proposta para quem curte camisetas – que neste caso não são tão básicas assim. E o sucesso foi tão grande que a garagem e o e-commerce ficaram pequenos para os planos da família Barros. Assim, Mariana e Susana decidiram abrir a primeira loja. “Como a Chari é alternativa, escolhemos a Savassi, o bairro de BH que mais tem a ver com nosso estilo. É um lugar que gosto, que sempre frequentei”, conta.Utilizando de um material alemão de estamparia – cujo a técnica sofreu algumas variações graças às pesquisas de Mariana –, a Chari também oferece uma novidade para quem curte seus produtos: “trabalhamos com a encomenda do cliente, ele pode escolher a estampa que quer, na modelagem que mais gostou”.

Apesar de também investir no atacado, Mariana conta que a força da Chari está no varejo. Afinal, “quem visita nossas lojas tem a chance de ver centenas de camisetas”, explica.

E por causa da variedade de prints, que vai desde um pavão até um zíper, a Chari consegue atingir todo tipo de público. “A ideia é a cada dois meses lançar novas estampas. Mas, no último mês lancei 65 de uma única vez!”. Aja boas ideias, hein?

A designer ainda contou que cada estampa tem uma história diferente. Quer ver?

“Esta estampa fiz em homenagem à minha mãe. Ela ama viajar, por isso as malas coloridas. Na época que fiz, ela tinha acabado de adotar um gato preto, (que esta no colo dela) e representei também a Cindy, nossa York Shire”

“Esta estampa também é uma das minhas preferidas na nova coleção, a campeã de vendas. Apesar dela ser simples, a disposição dos desenhos a torna diferente e chama atenção. Ela consegue agradar desde as nossas clientes mais novas, até as mais velhas”

“Sempre fui fascinada com Pavão. Acho as cores das penas e a estrutura dele fantásticas. Comecei a trabalhar o desenho das penas, mas a ideia ficou estacionada por muito tempo… não estava dando muito crédito na estampa, achei que não ia dar em nada muito legal. No dia de tratar para a criação, imprimi o desenho em várias cores, mas ainda sem a menor ideia do que ia fazer. Ela foi a última da série de 65 estampas da coleção, mas depois que fiz achei a mais bonita de todas, a que deu um visual mais diferente. Ela está entre uma das mais vendidas atualmente”

“Esta estampa foi feita assim que adotei meu 5° gato, que inclusive dei o nome de Chari. Cada gato representa um deles e a estampa foi pensada imitando graficamente o tipo de pelagem. O gato que mais chama atenção é o gordinho, que é meu gato Valentino”

“Esta estampa foi uma experiência de utilização do nosso material de estamparia que deu certo. É extremamente detalhada. Ela também virou uma tatuagem minha”

3 Respostas para “Entrevista: Mariana Barros”

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Entrevistas / Radar'