Quem foi ao desfile da Plural notou a diferença. Música ritmada, passo largos e afoitos. A necessidade de desacelerar os processos levou a marca para a inovação. Foi essa a sensação que ficou ao notar os cabelos enrolados e movimentados da primeira modelo ao cruzar a passarela.

Plural Minas Trend - Inverno 2018 Foto : Marcelo Soubhia /  FOTOSITE

Plural | Minas Trend – Inverno 2018 | Foto : Marcelo Soubhia / FOTOSITE

Esse sentimento perpetuou principalmente pela escolha de cores: o cinza e o preto tomaram conta de todas as peças, deixando espaço para detalhes de off-white e verde erva mate apenas para os acessórios. Tudo isso veio da necessidade da própria marca de desacelerar. Com as exportações e a constante criação de coleções para desfiles, “quisemos dar um respiro”, revela a diretora criativa da Plural, Gláucia Fróes.

Isso refletiu diretamente na escolha das estampas, das cores e até da necessidade de se importar mais com os detalhes. “Posso falar que a Plural não está tão mínima, ela está um pouco maxi”, brinca Gláucia.

De olho nas texturas

A preocupação com a textura tomou conta do desfile, com isso é considerada o tema principal dessa coleção da Plural para a temporada outono/inverno 2018. As texturas que mais marcaram presença na passarela estavam as franjas, nos moletons e no veludo.

Movimento das franjas

As franjas ganharam um toque que simboliza perfeitamente o constante movimento do dia-a-dia. Elas foram usadas pensando mesmo na movimentação com o caminhar das modelos. E acertaram. O brilho presente nas franjas chamou a atenção e o movimento era realmente deslumbrante.

Outro detalhe interessante é que as texturas das primeira peças do desfile foram feitas através de carimbos. “Desenvolvemos uma estampa que é feita com carimbo de flores, folhas e de frutos”, destaca a Gláucia Fróis. E o resultado ficou surpreendente misturado com as franjas.

franjas-desfile-plural

Contraste entre veludo e moletom: combinação que deu match!

O veludo ganhou um aspecto mais fluido, capaz de trazer um movimento com brilho. Mas, ao mesmo tempo, ganhou um toque moderno e impactante ao ser conjugado com o moletom. Este contraste e mix de texturas –  tão presente ao longo do desfile – deixou a coleção ainda mais desejável.

veludos-desfile-plural

O bordado manual ganhou destaque!

Se a necessidade agora é exaltar os detalhes, a Plural buscou trazer o que ficaria minimamente escondido. Com isso, surgiu a ideia de fazer trançados maiores, que chegam a dar a impressão de impaciência do dia-a-dia, de querer “acabar” com uma tarefa rápido demais.

A ideia foi deixar ainda mais exposto cada um dos movimentos para compor a peça, revelando realmente os detalhes. “Nós fizemos alguns looks com tranças manuais. Pegamos os moletons, fizemos as tiras desses moletons e demos uma trançada. Deu um look bem pesado”, explica a diretora de criativa da Plural.

plural-minas-trend-fashionistando-a

Sapatos repaginados!

Os sapatos apresentados no desfile foram desenvolvidos pela NHNH. Com esse objetivo de buscar por texturas mais “naturais”, eles trouxeram também detalhes importantes para a finalização dos looks. “Os sapatos são feitos com retalhos de cortinas, pintados à mão, branco e preto, com salto fachetado com detalhe verde erva mate, que é a cor que estamos explorando na coleção”, explica Gláucia Fróis.

A Plural já notou a necessidade de desacelerar os processos do dia-a-dia, até mesmo para prestar mais atenção aos mínimos detalhes. Aqueles que vão passando despercebidos ao longo dos dias, sabe? Mas será que temos pensado nessa situação em nossa rotina também? Desacelere!

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Minas Trend / Moda'