O Minas Trend começou oficialmente ontem. E já no primeiro dia de evento, o salão de negócios recebeu muitos compradores e a passarela foi palco para oito desfiles, que apresentaram as apostas de grifes mineiras para o inverno 2015.

Enquanto não publicamos por aqui as fotos dos desfiles, que tal conferir os croquis e saber um pouquinho sobre as novas coleções? Confira:

Patricia Motta

Depois de duas temporadas desfilando no SPFW, Patricia Motta retornou ao line up do Minas Trend em um momento especial: comemorando os 20 anos da marca. E para a próxima estação, a estilista tomou como referência o camuflado que enxergou no rio Amazonas, uma beleza natural que a fez lembrar do exército e de sua unidade para vencer as guerras. Destaque para os matelassados, que remetem as grades que muitas vezes nos prendem, e para os vazados handmade e lasers, inspirados nas colmeias. O símbolo da coleção é a águia, por demonstrar força, coragem e capacidade de recomeçar.

Rogério Lima

A cidade e seus segredos, seus habitantes invisíveis (nome da coleção), histórias, cores e texturas na paisagem da vida metropolitana de Belo Horizonte. A rotina de homens e mulheres que moram nas ruas das grandes cidades e sobrevivem à indiferença de todos que cruzam seus caminhos chamou a atenção do estilista Rogério Lima. Assim, tomado pela versatilidade e com a pitada da necessidade, o designer aproximou-se novamente de materiais que convencionalmente são tratados como lixo, explorando o cenário urbano e retirando dele as referências para sua coleção. Para variar, lindo!

B.Bouclé

A estilista Barbara Maciel foi convidada a desfilar com Rogério Lima e apresentou peças que funcionam como casulos. Saias longas, casacos, capas e vestidos assimétricos servem de base para montar looks em camadas. A cartela de cores é pequena e elegante e traz o preto, cinza, toques de branco e o verde das garrafas pet, que serviu de inspiração também para Rogério Lima.

Jardin

Do grego metropolis (composto de μήτηρ, mētēr = mãe, ventre e πόλις, pólis = cidade), a palavra metrópole designa hoje grandes centros urbanos – cidades e conturbações – que se destacam pela centralidade de suas atividades econômicas, políticas e culturais. E essa foi a inspiração do inverno 2015 da Jardin, que explorou a cultura urbana, comum a esses centros, e os seus elementos visuais e estéticos. A cartela de cores e a estamparia vieram dos luminosos, das luzes do trânsito e das janelas dos edifícios que, pela noite, também formam verdadeiros mosaicos iluminados.

Raquel Mattar

Participando pela primeira vez no Minas Trend, a grife RM – Raquel Mattar buscou inspiração no impacto causado pelas estampas Blend e Blossom. Blossom revela peças delicadas, femininas e clássicas, com um mix de estampas florais. Em contrapartida, a estampa Blend ostenta elementos do inverno, barrocos, com um toque rock, moderno e mais ousado.

Faven

A vontade de resgatar lembranças e sentimentos perdidos em meio à correria do mundo contemporâneo fez com que a FAVEN procurasse em cada pequena parte de sua história: afeto, carinho e aconchego. A busca pela essência das coisas é traduzida em tramas de tricot, técnicas antigas e trabalhos manuais em fios tecnológicos, em contraposição a técnicas atuais com fios tradicionais.

Fabiana Milazzo

Joias para vestir. Foi com essa ideia que a estilista mineira Fabiana Milazzo desenvolveu seu inverno. A riqueza do mundo da joalheria aparece na coleção em forma de tecidos nobres, como seda lisa e estampada, aplicações de cristais, bordados com Swarovski e elementos que conferem texturas, como lãs e rolitês.

Vivaz

E quem encerrou o primeiro dia desfiles foi a Vivaz. A grife se inspirou nas divas dos anos 70 e nos trajes usados para as grandes e luxuosas festas da época, que tinham como principal cenário o “Studio 54”. Bianca Jagger, Janne Birkin, Angelica Huston, Liz Taylor e Liza Minnelli foram as protagonistas escolhidas para retratar uma época que nos despertou grandes influências e um desejo para o futuro.

E hoje a passarela do Minas Trend continua imperdível! Veja quem apresenta suas apostas para a estação logo mais:

Alessa

Para o inverno, Alessa constrói a moda como uma sofisticada lapidação. A estilista promete um exuberante e decorativo “Wearable Art”. Mais uma estação que celebra o tempo como uma preciosidade: “Love & Diamonds Last Forever” estampa a estilista.

Plural

“The mountains are calling and I must go”. A frase do ambientalista escocês/norte-americano John Muir é o ponto de partida do inverno da Plural. A paixão de Muir pela exploração e preservação do patrimônio natural inspirou o desenvolvimento da coleção, que busca representar a atualidade e modernidade dos pensamentos deste homem do século XIX.

Lucas Magalhães

Impulsionado pelas características da cultura nordestina, Lucas Magalhães faz uma imersão em sua diversidade e trabalha as tradicionais estampas da marca inspirado nas peculiaridades e nos grandes nomes dessa região do país. Luis Gonzaga, Lampião e Maria Bonita, mandacaru, cordéis e a obra de Ariano Suassuna se tornam os guias na criação da coleção de inverno do estilista.

Alexandre Herchcovitch

O desfile de estreia da marca Herchcovitch;Alexandre, sob o comando do estilista Alexandre Herchcovitch, traz sua coleção prêt-à-porter, a mesma que será comercializada no salão de negócios do evento.

Mabel Magalhães

A mulher desta temporada é forte e independente e seu estilo ousa na mistura de diversos materiais e texturas: estampas em duchese, tecidos delicados, como rendas e tules com bordados em linhas coloridas, lãs, tweeds, passamanarias, couro e moletom.

O Minas Trend acontece até sexta-feira, dia 10 de outubro, no Expominas, em Belo Horizonte.

VEJA como foi o desfile de abertura do Minas Trend!

Piacesi Arquitetos Associados
Abatjour de Arte
Viniltec

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Minas Trend / Moda'