Como já falamos aqui, apenas duas marcas de beachwear estiveram presentes no salão de negócios do Minas Trend. Intrigado com o fato, o Fashionistando conversou com duas empresas veteranas, que ficaram de fora da atual edição: Cila e Solli Balneário. Afinal, não temos mar, mas sempre tivemos moda praia.

Tereza Vasconcelos nos tranquilizou dizendo que a decisão de não participar desta edição é mais pontual do que definitiva e aconteceu em função de uma reorganização interna da empresa, que no momento volta seus olhos para o varejo. A Cila pretende ampliar o número de lojas próprias e instalar o sistema de franquias. Tereza diz que podemos aguardar, em breve, o retorno da marca, que já apresentou no MW belos e badalados desfiles.

Segundo Olivia Borges, estilista da Solli, o evento tem se firmado e se posicionado cada vez mais no calendário nacional. Porém, ela sente que os compradores estão buscando em Minas uma moda mais voltada para o segmento de festas e acessórios, fortalecendo certos nichos de mercado.

2 Respostas para “Cadê a moda praia mineira?”

  1. Elias Sauma

    Bom dia, gostaria de indicar uma pauta de matéria relacionada à moda praia mineira. Como este segmentonão se restringe apenas ao atendimento da classe A, sugiro uma matéria relativa à moda praia que atende às classes b e c. Somente numa cidade do interior de MG de aproximadamente 20 mil habitantes, Ervália, existem mais de 10 confecções de moda praia quem empregam centenas de famílias, além de outros segmentos de confecções.

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Comportamento / Moda'