Rogério Fernandes já é nome notório para quem gosta de arte. O flerte com a moda nunca havia passado de colaborações e parcerias com grandes nomes de Minas, como Rogério Lima e Mary Design. Até agora. É porque o artista plástico e designer lançou, em primeira mão no Minas Trend Preview, uma coleção de moda assinada por ele. Entre as peças, camisetas estampam o tema do trabalho: amores inesperados. São 12 casais inusitados, entre eles Cartola e Lady Gaga, Tim Maia e Amy Winehouse, Lampião e Coco Chanel e Andy Warhol e Salvador Dali.

“Esse meu affair com a moda já é meio antigo. Sou designer de formação, então tenho esta questão da aplicabilidade da arte, que é uma coisa que eu sempre gostei. Acho que a moda foi um caminho natural”, conta o artista, entre camisetas, vestidos e abajours em seu stand na feira.

O romantismo e o realismo fantástico são parte do estilo do artista, que já ilustrou personagens do imaginário popular, como sereias e anjos. A ideia de compor casais surpreendentes foi uma brincadeira com personagens da cultura pop e transformar os desenhos em roupas exigiu muito trabalho e pesquisa. “Fui brincando com as técnicas e com as superfícies. O legal da moda é isso. Cada superfície é um desafio para você fazer um trabalho”, explica Rogério.

O artista conta que os personagens foram desenhados separadamente e, para juntá-los, procurou elementos que tinham a ver com cada um deles. “A junção entre os casais foi meio estapafúrdia. Não foi muito pensada não. Defini os casais, quem ia ser cada um, dentro de seu estereótipo, de sua iconografia. Por exemplo, Che Guevara e Edith Piaf são clássicos”, conta. “O que liga cada casal e faz de todos uma unidade são as texturas, os rajados, os animais, essa coisa de Nordeste, que estão sempre bem presentes no meu trabalho. Enfim, os elementos. Com isso fui fazendo uma unidade entre todos eles”.

Os casais estampam camisetas de várias cores, enquanto que os elementos usados para ligá-los nos desenhos de Rogério foram aumentados e usados como estampas em vestidos. Além da moda, “Amores Inesperados” também estampa objetos de decoração, arquitetura, moleskines e outros produtos.

Apesar de sempre estar envolvido com a moda, Rogério não garante que criá-la esteja em seus planos. “Eu não sou estilista. Estou lançando essa coleção de roupas sem muita preocupação com as tendências. Minha preocupação é que tivesse a ver comigo, com meu trabalho. Mas, usamos sim as cores da estação e os tipos de tecidos. Eu quis trazer meu universo para a moda e não o contrário”, explica Rogério. “Não posso dizer que nunca vou fazer um desfile algum dia, pode ser que isso ganhe força. Mas, agora estou experimentando e tenho tido uma receptividade bem bacana”, finaliza.

Uma Resposta para “Arte e Moda de Rogério Fernandes”

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Cultura / Radar'