A Casa Bernardi recebeu um lindo desfile de Victor Dzenk, que nos envolveu no clima da Tropicália. Mas não só de glamour respirou o fashion show! O estilista apresentou também seu lado solidário: parceria com ChildFund Brasil. O designer lançou uma estampa de camiseta, da qual as vendas serão revertidas para os projetos do fundo para crianças. Em entrevista, o artista revelou novidades e compartilhou a alegria de apresentar a sua coleção de verão na semana de moda mineira!

Quando perguntamos a emoção do momento, Victor Dzenk respondeu rapidinho: “para todo criador, esta é a hora de glória do nosso trabalho, é o play time, porque o resto é chão de fábrica e ralação”, confessou. Ele contou que o tema Tropicália sempre bateu à sua porta. O movimento aconteceu no ano em que ele nasceu, em 1968, e veio como uma luva, já que Victor sempre envolve a musicalidade no seu trabalho. O estilista ainda confessou que outro fator que contribuiu com a escolha do tema é que já fazem 5 anos que ele veste Preta Gil, o que lhe deu acesso ao acervo de Gilberto Gil. “Resolvi fazer essa coleção que intitulei Neo Tropicália, porque é a minha visão desse movimento brasileiro”, explicou.

Como a musicalidade é o ponto de partida, a música “Sem lenço e sem documento” embalou o desfile. Victor nos contou que a música fez parte até da criação da coleção, já que tudo começou mesmo a partir de um lenço. A peça se transforma em macacões e pareôs. Outro ícone da coleção são as franjas.

Se falamos em tropicália, pensamos em mata, ou seja, no verde! A cor prodominou na passarela e até na décor, em vários tons. O bacana é ver que o estilista mergulhou mesmo no período e não escolheu as composições de forma aleatória. Na montagem, os hibiscos também tiveram destaque: “É a flor predileta da Gal, ela adorava colocar no cabelo”. A padronagem tigresa foi uma homenagem à cantora, onde a estampa vem em multi cores misturada aos hibiscos.

Victor sempre desfilou lindos kaftas, com looks praia e pós-praia, mas nesta coleção ele afirma que idealizou uma mulher com mais pé na areia, influenciado pelas produções masculinas, que são voltados totalmente para o beachwear. Sungas, bermudas, calças e camisetas totalmente estampadas.

Vale destacar que esta foi a primeira vez que Victor apresenta uma coleção com men´s wear. A proposta no contexto masculino é seguir a história das estampas, mas todas as padronagens foram adaptadas. “Fizemos uma minimização dos formatos e, na hora de passar o pachtwork para o digital, queríamos deixar as estampas mais discretas, mas o garden tropical permanece”.

[nggallery id=51 template=galleryview images=0]

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Minas Trend / Moda'