Uma coisa é fato: os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro estão emocionantes. O Brasil está dando um show na organização e surpreendendo todo mundo que não botava muita fé. Que bom! Ainda faltam cinco dias para o evento continuar nos instigando a torcer e nos apresentando homens e mulheres corajosos e inspiradores – o encerramento das Olimpíadas é só dia 21 de agosto. E como esta edição tem despertado muitas emoções, decidimos destacar 10 fatos que já marcam as Olimpíadas Rio 2016. Vamos conferir? Depois do dia 21, a gente faz outro resumo.

1. Teve ouro!

Primeiro, foi a judoca Rafaela Silva que nos encheu de bons sentimentos. Coisa mais linda a gente ver uma mulher, que cresceu na Cidade de Deus e já enfrentou tantos preconceitos, conquistar a 1ª medalha de ouro para o Brasil nestes jogos.

Segundo, foi a vez de Thiago Braz quebrar o recorde olímpico, bater o campeão Renaud Lavillenie e conquistar nosso segundo ouro. O atleta, que muita gente não conhecia, levou a medalha na disputa do salto com vara masculino.

medalhas-brasil-rio2016

Fotos: Time Brasil

Rafaela Silva e Thiago Braz nos encheram de orgulho! <3

2. Teve prata!

E tem mais atleta despertando em todo mundo a alegria de ser brasileiro! Tudo começou com Felipe Wu, que conquistou a prata na pistola de ar 10m e foi o primeiro brasileiro a ir ao pódio nos Jogos do Rio. Curiosidade: este é o esporte que deu ao nosso país as primeiras medalhas da nossa história, há 96 anos. Alegria define!

Depois, foi a vez da Ginástica Artística nos emocionar: Diego Hypolito, em uma apresentação irretocável, ganhou a merecida medalha, que brinda todo seu esforço e coragem, e Arthur Zanetti mostrou que nas argolas ele se sente super confortável. Esses meninos brilharam!

E na coleção de pratas, uma premiação histórica: o baiano Isaquias Queiroz deu ao Brasil a 1ª medalha na canoagem. Sucesso!

medalhas-brasil-rio2016.1

3. Teve bronze!

Nossa coleção de medalhas não para de crescer: Arthur Nory, na Ginástica Artística, Poliana Okimoto, na Maratona Aquática, Mayra Aguiar, no Judô, e Rafael Silva, também no Judô, nos encantaram com tanta força e determinação.

medalhas-brasil-rio2016.2

4. Pódio com dois medalhistas

A gente ama fatos históricos: sabia que o pódio na Ginástica Artística foi uma novidade para a equipe brasileira? Pela 3ª vez na histórica olímpica (e pela primeira vez fora do vôlei de praia), o Brasil teve dois medalhistas dividindo o pódio: a prata de Diego Hypolito e o bronze de Arthur Nory. E o melhor: as apresentações foram belíssimas!

5. Teve pênaltis As meninas do futebol estão jogando bem demais. Prova disso é que, na última sexta, elas desbancaram a Austrália em uma partida eletrizante no Mineirão. O jogo, no tempo normal, ficou 0x0. A prorrogação também. Tudo muito disputado. Até que chegou a hora dos temidos pênaltis. Brasil 7 x 6 Austrália. Marta, capitã e o grande nome do time do Brasil, infelizmente não fez gol. Acontece. Mas, o grande destaque da cobrança foi a goleira Bárbara, que fez duas defesas extraordinárias e garantiu que o Brasil seguisse para a semifinal.

 

6. “Clube dos Sete”

Tem atleta que é veterano. E tem atleta que faz parte do seleto “Clube dos Sete”. Mas, você sabe o que é isso? É o grupo de super atletas que já competiram em sete — SETE — olimpíadas. Segun Toriola Moses, mesatenista nigeriano, alcançou este feito no Rio de Janeiro. Ele nunca conquistou uma medalha, mas foi devidamente homenageado no evento. Afinal, este não é um feito para qualquer um, né? Incrível!

curiosidades-olimpiadas-rio2016

Foto: REUTERS/Jeremy Lee

7. Teve pedido de casamento

Muito amor nas Olimpíadas! He Zi, saltadora chinesa, especialista no trampolim, ganhou a medalha de prata na plataforma 3m. Em seguida, ela foi surpreendida com um pedido muito especial: seu namorado, Kai Qin, que também é saltador, fez um pedido público de casamento. É claro que ela disse sim!

qin-kai

Foto: Christophe Simon/AFP

8. Teve ídolo disputando com seu fã

Têm histórias que são sensacionais, né? Então, confere essa: Joseph Schooling é um nadador, de Cingapura, e sempre foi fã de Michael Phelps. Tanto é que, em 2008, com apenas 13 anos, ele tietou o maior atleta dos últimos tempos. Oito anos depois, na piscina do Rio de Janeiro, uma surpresa: ele foi o responsável por tirar o ouro de Phelps em sua última prova individual da carreira. Foi Joseph que ganhou a medalha mais desejada na prova dos 100m borboleta. Phelps, o maior medalhista olímpico da história, levou a de prata.


phelps1

 

9. Teve atleta se preparando em um hostel

Existem atletas que tem uma super preparação antes dos jogos olímpicos, como por exemplo, os norte-americanos. Já outros, se viram como podem e, mesmo assim, se destacam. Prova disso é Ismael Borrero Molina, cubano que garantiu a primeira medalha de ouro para seu país. Enquanto alguns atletas se hospedaram em hotéis luxuosos e até em transatlânticos, Ismael e a delegação da luta olímpica ficaram em um hostel, simples, na Tijuca.

59kg_molina_cub_0

Foto: unitedworldwrestling.org

10. Teve golfe

Curiosidade: o golfe estreou nas olimpíadas de Paris, em 1900. Porém o esporte só permaneceu até 1904. E agora, 112 anos depois, ele volta a fazer parte dos Jogos Olímpicos. E foi a vez de Justin Rose, da Grã-Bretanha, levar o ouro nesta reestreia olímpica. Quem acompanhou?

curiosidades-olimpiadas-rio2016.2

E qual foi o fato que mais chamou sua atenção? Deixe nos comentários!

 

Uma Resposta para “10 fatos que marcaram a Olimpíadas até agora”

Deixe uma Resposta

Mais sobre 'Cultura / Radar'